Os Melhores Álbuns Brasileiros de 2011

Como você já leu trocentas listas de final do ano de 2011, preferimos não perder muito tempo fazendo altos comentários explicando por que os álbuns abaixo foram os melhores lançados no Brasil no ano passado. A lista serve mais para que vocês vejam de onde estamos vindo para sacar para onde estamos indo, ou algo parecido com isso.

A escolha do primeiro lugar parece inusitada – não vi o Domenico bem colocado em nenhuma outra lista – mas foi a mais natural possível. Cada um de nós 6 acabou colocando o disco numa posição de destaque nas suas listas pessoais e deu nisso. Pessoalmente, “Cine Privê” é o meu preferido do ano passado: um trabalho cuja a melhor descrição seria “arejado”. Arejado nos arranjos, nas letras e na interpretação – uma ilha num mar de muitas tempestades na música brasileira (a palavra de ordem parece ter sido “treta”).

15. Pélico – “Que Isso Fique Entre Nós”
14. São Paulo Underground – “Três Cabeças Loucuras”
13. Bonifrate – “Um Futuro Inteiro”
12. Fabio Góes – “O Destino Vestido De Noiva”
11. Wado – “Samba 808”
10. Karina Buhr – “Longe De Onde”
09. Amabis – “Memórias Luso/Africanas”
08. Gal Costa – “Recanto”
07. Marcelo Camelo – “Toque Dela”
06. Passo Torto – “Passo Torto”
05. Romulo Froes – “Um Labirinto Em Cada Pé”
04. Criolo – “Nó Na Orelha”
03. Kassin – “Sonhando Devagar”
02. Metá Metá – “Metá Metá”
01. Domenico – “Cine Privê”

Veja também: Os Melhores Álbuns Internacionais de 2011