Fato bem importante sobre “Pacient (After Sebald)”, maior do que a finalidade inicial da obra (é trilha sonora de um documentário com o mesmo nome), é que este álbum foi composto antes de “An Empty Bliss Beyond This World”, o fascinante predecessor deste novo lançamento de Leyland Kirby como The Caretaker. Considerando como quase perfeita a forma com que foi demonstrada a “linguagem Caretaker“ no disco do ano passado, o deste ano poderia ser considerado um passo atrás. É, de fato, um passo atrás. Contudo, essa é apenas uma confusão de datas.

Há clara similaridade entre as duas obras e isso acontece porque Kirby faz questão que assim seja, subdividindo sua carreira em pastas. Quando usa o nome Caretaker, espera-se dele a fusão de música centenária com background abrasivo para representar artisticamente a memória (e a perda da), assunto que também era interesse do escritor alemão WG Sebald, inspiração do filme de Grant Gee que se utiliza deste trabalho como trilha. Aqui, trechos de obras de Schubert datados de 1927 (já sem direitos autorais, caso o FBI queira prender Kirby também) são rearranjados e sobrepostos a ruído (que, para muita gente, funciona como o barulho da chuva) para recriar esse ambiente melancólico, ao mesmo tempo decadente e reconfortante, característico do projeto.

Talvez por usar fontes mais variadas, tanto para alimentar sua natureza melódica quanto sua natureza barulhenta, “Empty Bliss…” é mais bem sucedido nessa representação. Ao manejar composições clássicas, em oposição ao baile popular do anterior, “Pacient (After Sebald)” ganha em pompa, mas perde a identificação imediata. Curiosamente, mesmo sendo essa uma trilha sonora, é bem mais provável que alguém se utilize da expressão “evoca imagens do passado” para definir o antecessor.

Se fossem lançados no tempo em que foram compostos, diríamos que Kirby aperfeiçoou o método. Não é o caso, mas o ouvinte pode ajudar o autor e fingir que isso serve a sua metáfora sobre a memória. E, para aproveitar minutos de elevação como os cinco de “When The Dog Days Were Drawing To An End”, não parece ser grande esforço ajudá-lo.