Herbert Vianna e seu quarto álbum solo

Uma pena que poucas pessoas conheçam a trajetória solo de Herbert Vianna. Os álbuns do vocalista e guitarrista d’Os Paralamas do Sucesso possuem momentos reveladores como os de “Ê Batumaré” e “Santorini Blues” que, além de canções ineditas, carregam outras formas de se ouvir hits da banda. Seu terceiro álbum é incrível e se chama “O Som do Sim”. Pouca gente ouviu e, por isso mesmo, parcerias e duetos com Black Alien, Nana Caymmi e +2 (Domenico, Kassin e Moreno) nunca foram ouvidas do jeito merecido.

Eis que o quarto CD do compositor já tem capa e nome. “Victoria” deu as caras na página do cantor no Facebook. A ser lançado pelo selo Oi Música, “Victoria” traz 20 músicas compostas por Herbert que foram gravadas por outros artistas. Vianna divide a execução do disco com o produtor Chico Neves, responsável por tocar minimoog, baixo, violão, teclados, xilofone, sitar e efeitos. A capa é do artista plástico Barrão.

Os três álbuns de Herbert são: “Ê Batumaré”, de 1992; “Santorini Blues”, de 1997 e “O Som do Sim”, produzido em 2000. E o Fita Bruta preparou quatro canções para você conhecer o lo-fi dos primeiros álbuns do cantor e os sensacionais beats de “O Som do Sim”.

Para ouvir:

“Um Truque” (com participação do +2), do álbum O Som do Sim

“Speed Racer”, do álbum Santorini Blues, e “Qualquer Palavra Serve”, de Ê Batumaré


…”Mr. Scarecrow” (com participação de Cássia Eller), de O Som do Sim

e a sensacional “Eu Não Sei Nada” (com participação de Luciana Pestano), também de O Som do Sim.

Próximo post »
« Último post